<body> <iframe src="http://www2.blogger.com/navbar.g?targetBlogID=12558858&amp;blogName=o+amor+nos+escolheu&amp;publishMode=PUBLISH_MODE_BLOGSPOT&amp;navbarType=BLUE&amp;layoutType=CLASSIC&amp;homepageUrl=http%3A%2F%2Foamornosescolheu.blogspot.com%2Findex.html&amp;searchRoot=http%3A%2F%2FSEU BLOG%2Fsearch" height="30px" width="100%" marginwidth="0" marginheight="0" scrolling="no" id="navbar-iframe" frameborder="0"></iframe> <div id="space-for-ie"></div> `·.¸¸.·´´¯`··._.· O amor nos escolheu `·.¸¸.·´´¯`··._.· <body>
LILI


Mãe da Lívia

30 anos (20/09)

Casada

São José dos Campos

ME ACHE SEMPRE

Image hosted by TinyPic.com
elianevargas2@hotmail.com - me coloco no direito de recusar o seu convite se eu não souber quem é vc!
Image hosted by TinyPic.com
Meu fotolog
EU LEIO
ARQUIVOS
CONTADOR


CRÉDITOS


Layout: Luana
Comentários: Haloscan
Blogger

 
quarta-feira, 25 de maio de 2011

Aconteceu...

Sabe quando seu coração dói só de pensar em passar o dia todo trabalhando e ter que deixar seu filho, um serzinho tão pequeno e indefeso por um longo período de praticamente 10 horas na companhia de uma babá ou numa escolinha?

Pois é... eu sinto isso desde que a Lívia nasceu... ela tinha poucos meses e meu telefone ainda tocava... era o mercado de trabalho da logística aquecido... recusei várias propostas até que se esqueceram de mim...
1 ano em Valinhos me fez pensar em voltar a trabalhar... não procurei nada por lá, pois não tinha plano nenhum de criar raízes, desde o início vi que tinha feito besteira indo pra lá.
Decidida a voltar pra SJC e voltar também ao mercado de trabalho, mesmo que não fosse na minha área.

Assim que ligaram nossa internet, corri e fiz uns cadastros, hoje recebi a primeira proposta, não muito boa, mas nada ruim pra quem está há quase 3 anos desligada do mercado... aceitei a entrevista... amanhã às 9 da manhã... liguei pro marido e contei, logo ele disse: Claro que vc não aceitou né?!?! Por alguns segundos fiquei em silêncio e um filme tomou conta da minha cabeça... feliz por ainda estar entre os procurados para desempenhar funções no mercado de trabalho, triste por depender do marido e não poder ajudar no orçamento familiar, principalmente no momento atual (inquilino), mas em paz por ele me apoiar no que eu sei fazer de melhor... cuidar da nossa filha como ninguém cuidaria.

Ainda não sei se vou me arrepender de não ir amanhã, por enquanto estou em paz com a minha decisão junto ao marido.

A nossa hora ainda não chegou, ela ainda precisa muito de mim, mas talvez eu precise ainda mais dela.

Pedi a Deus uma luz, uma resposta que veio logo... através de um blog amigo... obrigada Fabi.

Quando temos decisões a tomar que implicam o bem estar de um filho, coração e razão falam alto e juntos e fazemos o que é melhor para ele... isso é ser mãe!

Bjos

postado por: Lili às 19:12